Saúde

Você sabe quais são os sintomas da febre amarela?

Escrito por Drogarias Brasil

Febre, calafrios, dor de cabeça, náusea, perda de apetite, cansaço, dores musculares e em todo o corpo. Esses são apenas alguns dos sintomas da febre amarela, doença que nos últimos meses voltou a atormentar a população brasileira.

Neste artigo você conhecerá os riscos, as formas de prevenção e o que deve ser feito quando alguém é diagnosticado com a doença.

O que é febre amarela?

Descrita como uma doença infecciosa que gera grande estado febril, a febre amarela é causada por um vírus que pode até levar à morte se não for tratado com agilidade. A doença encontra nos macacos um local para hospedar seu vírus, que mais tarde é transmitido por meio da picada de mosquitos.

Vale ressaltar que não existe contágio de uma pessoa contaminada para outra.

Há dois tipos de transmissão: silvestre (quando o macaco é o hospedeiro) e urbana (quando o homem é quem aloja o vírus). A passagem dos agentes infecciosos acontece por meio do mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue, Zika e Chikungunya.

Quais são os sintomas da febre amarela?

Os sintomas da febre amarela surgem de forma súbita e incluem calafrios, febre, fraqueza, dores de cabeça e no corpo. Em casos avançados, o estado febril pode ficar muito elevado, pode haver hemorragia e a pessoa pode apresentar icterícia (pele e branco dos olhos com coloração amarelada).

Caso não seja tratada rapidamente, a doença pode matar em uma semana. Apesar do grande mal-estar gerado, quando bem tratada pode ser curada e a pessoa se torna imune, ou seja, jamais volta a contrair a doença.

Se você ou algum conhecido apresentar os sintomas mencionados, o mais indicado é procurar um médico urgentemente e não deixar de avisá-lo caso tenha feito alguma viagem nos últimos 15 dias.

Como a doença se manifesta?

No ser humano, o vírus se manifesta entre 3 a 6 dias depois da picada. Em alguns casos, ele leva até 15 dias para aparecer. Apenas 15% dos infectados progridem para a forma mais grave da doença e nessa fase a pessoa contaminada pode ser hospedeira por até 7 dias.

Qual é a forma de tratamento contra a febre amarela?

Não há tratamentos específicos; são utilizados apenas analgésicos e antitérmicos para controlar as dores. A visita constante a uma unidade de saúde para monitoramento e controle da situação também é primordial. Em casos de suspeita, remédios com ácido acetilsalicílico (AAS e Aspirina) não devem ser ingeridos.

A melhor forma de evitar a doença é a prevenção. Para que a proliferação do vírus seja reduzida, canais de comunicação e o Ministério da Saúde têm alertado a população sobre a importância da limpeza de qualquer ambiente ou recipiente que acumule água (latas, pneus, garrafas, caixas d’água etc.) e que sirva como criadouro do Aedes aegypti.

Em locais onde já existem casos ou suspeitas de contaminação, agentes da saúde têm feito a aplicação de inseticida por meio do “fumacê”.

A vacinação também é uma forma preventiva?

A Organização Mundial da Saúde julga que uma dose da vacina já é suficiente para imunizar o corpo humano. Entretanto, o Brasil adotou como medida de proteção a obrigatoriedade de 2 doses: a primeira aos 9 meses de vida e um reforço aos 4 anos. Quem não foi vacinado nesse período ainda pode se imunizar; nesse caso, a segunda dose deve ser administrada 10 anos após a primeira aplicação.

Além da limpeza no quintal para evitar acúmulo de água, usar repelentes de insetos e mosquiteiros também é indicado como forma de proteção.

Agora que você já conhece os sintomas da febre amarela e o que fazer caso alguém os apresente, conte neste post suas formas para proteger a família!

Sobre o autor

Drogarias Brasil

Deixar comentário.