Higiene e Beleza Saúde

Qual a diferença entre cosméticos e dermocosméticos?

Escrito por Drogarias Brasil

Apesar de terem nomes parecidos, os cosméticos e dermocosméticos têm ações bastante diferentes. O primeiro age superficialmente, deixando a pele mais bonita e hidratada. Já o segundo é capaz de penetrar nas camadas mais profundas da derme, agindo diretamente na causa do problema (cicatriz, mancha, ruga, etc.).

Saber diferenciar corretamente os produtos é essencial para que você possa adquirir um cosmético ou dermocosmético que atenda às suas necessidades. Pensando nisso, fizemos este artigo para te mostrar as particularidades de cada um deles. Acompanhe!

Afinal, o que são cosméticos e dermocosméticos?

Os cosméticos são os produtos utilizados para promover a saúde e a beleza das pessoas — geralmente eles têm a função de limpar, hidratar e perfumar. Entretanto, sua ação é superficial: apesar de proporcionar mudanças imediatas (pele hidratada, por exemplo), ele não trata ou elimina o agente responsável pelo problema.

exemplos de cosméticos: xampus, sabonetes, desodorantes, maquiagem, perfume etc.
Já os dermocosméticos conseguem penetrar nas camadas mais profundas da pele, sendo úteis para diversos tratamentos dermatológicos (diminuição de manchas, cicatrizes, sinais de envelhecimento, entre outros). Eles agem diretamente na causa do problema e precisam ter eficácia científica comprovada.

exemplos de dermocosméticos: produtos contra acne, oleosidade, celulite, rugas, manchas etc.

Os dermocosméticos precisam de receita médica?

Não. Tanto os cosméticos quanto os dermocosméticos são vendidos livremente nas drogarias, perfumarias e outras lojas especializadas. A grande diferença fica por conta do registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Por terem efeito terapêutico, os dermocosméticos são registrados na escala 2 da Anvisa, ou seja, precisam que a sua eficácia e segurança sejam comprovadas cientificamente. Os cosméticos, ao contrário, não necessitam de tal registro.

Mas atenção: alguns dermocosméticos com princípios ativos mais fortes podem precisar de receita médica para serem adquiridos. Em qualquer caso, é sempre recomendado seguir as orientações de um especialista da área da saúde.

E em relação aos componentes químicos? Corro risco de ter alergia?

Como dissemos, os componentes químicos de um cosmético são de uso livre e, consequentemente, não precisam de comprovação científica. Entretanto, isso não quer dizer que eles são produtos de má qualidade.

Fabricantes sérios realizam testes periódicos para assegurar a segurança e a eficácia dos produtos. Para não errar, siga as recomendações de um médico e adquira mercadorias de empresas conhecidas e respeitadas no mercado.

Os dermocosméticos, por sua vez, são desenvolvidos após anos de estudo que envolvem químicos, farmacêuticos e dermatologistas. Cada produto tem um componente químico diferente, que vai agir de acordo com um problema específico. Além disso, eles são considerados hipoalergênicos (menos chances de causar alergia).

Qual dos dois devo escolher?

A verdade é que você não precisa escolher entre um e outro: cada um pode ser útil em determinado momento. Simplificadamente, podemos dizer que os cosméticos são mais indicados se você deseja obter um efeito imediato (disfarçar olheiras, por exemplo). Já os dermocosméticos são ideais para quem deseja tratar um problema a longo prazo.

Imagine a seguinte situação: você tem algumas marcas de expressão na pele que deseja esconder. Um primer (que é considerado um cosmético) pode ser útil para te ajudar a melhorar o aspecto da maquiagem e disfarçar o seu problema no dia a dia.

Já um produto específico para rejuvenescimento facial (dermocosmético) pode ser usado à noite, logo antes de dormir, para tratar o seu problema. Portanto, os dois produtos são aliados e não inimigos!

Agora que você já entendeu as diferenças entre cosméticos e dermocosméticos, que tal ampliar os seus conhecimentos? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outras dicas sobre saúde, beleza e bem-estar!


Sobre o autor

Drogarias Brasil

Deixar comentário.